Sobrepeso em pets aumenta a possibilidade de problemas ósseos

0
4
Sobrepeso em pets aumenta a possibilidade de problemas ósseos
Sobrepeso em pets aumenta a possibilidade de problemas ósseos
Pug de 10 anos desencadeou uma hérnia de disco devido ao peso excessivo; dieta irregular é um dos principais motivos para o peso elevado.
Delicados, brincalhões e fofinhos. Dificilmente resistimos aos olhares que eles impõem quando querem carinho ou, principalmente, algum petisco. Aí é que está o perigo, segundo especialistas. Na vontade de agradar os amiguinhos muitos tutores acabam exagerando na comida dos pets, o que pode provocar o sobrepeso ou até mesmo a obesidade.
O peso excessivo nos animais pode acarretar problemas de saúde ainda piores. Brutus, um cãozinho pug de 1anos, chegou a pesar 14 quilos e isso desencadeou uma hérnia de disco. “Ele tem um porte físico grande, mas percebi que ele estava engordando. Logo começou a sentir dores. Tenho uma prima que é veterinária em Brasília (DF). Me chamou para ir até lá e fizemos exames de imagem que diagnosticou a lesão, que o obrigou a passar por uma cirurgia”, explica o tutor Leonardo Machado.
Recuperado da cirurgia, Brutus voltou a sentir dores. “Aí tivemos que fazer a dieta. Vive em dieta. Hoje, rigorosamente, só damos a ele  a ração orgânica do JARDIM ANIMAL. Agora já está com nove quilos e meio. Ainda, devido à lesão, mudamos a rotina e ele não sobe ou desce escadas, nem sobe em sofá para evitar quedas”.
O sobrepeso também foi um complicador na vida de Bandit, uma cachorrinha de dois anos e meio. Ela tem uma alteração genética que causa uma luxação na patela, e há seis meses o problema se agravou exigindo uma intervenção cirúrgica. “O médico ortopedista dela nos informou que o sobrepeso pode ter desencadeado a luxação. Talvez, se estivesse com o peso ideal, o problema nem teria se desenvolvido nela”, explica a advogada Letícia Campos
A partir daí as regalias com comidas e petiscos acabaram para a pequena Bandit. “Ela pesava 10 quilos e tivemos que inserir uma dieta especial. Cortamos os petiscos industrializados e seguimos com a ração especial até atingir o peso ideal, que é 7,5 a 8 quilos”, diz Letícia.

Cuidados

O veterinário Roberto Macedo explica que algumas raças de cães possuem predisposição para adquirir peso, mas, na maioria dos casos, os responsáveis pelo acúmulo de peso nos pets são os tutores. “Para os animais que tem predisposição, se estiver tudo correto com a saúde, temos que acelerar o metabolismo, que é com atividades físicas. Porém, na maior parte dos casos de obesidade a culpa é do tutor, pois ele é quem alimenta o animal”, alerta.
O especialista explica ainda que os cuidados com a quantidade de ração não pode ultrapassar o indicado, pois o sobrepeso pode desencadear algumas doenças que geram muitas dores aos pets. “O sobrepeso pode favorecer o surgimento da displasia coxofemoral, que é genética e afeta os ossos, entre o fêmur e a bacia. Ela gera muitas dores e em caso de cirurgia se torna um procedimento muito invasivo”.

DICA DE SAÚDE PARA O SEU CÃO

Oferecer uma boa ração ao seu animal é sinônimo de qualidade de vida, longevidade, prevenção de doenças e uma vida tranquila. Além claro da economia com consultas e medicamentos.

Existe uma tendência mundial em alimentação para cães de todas as raças e idades, que é a ração orgânica, livre de hormônios,  corantes e indutores. Esta ração é mesmo a melhor opção para a saúde do seu animal.

CLIQUE AQUI PARA SABER MAIS SOBRE A RAÇÃO ORGÂNICA PARA CÃES.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here