Quando uma cadela entra no cio novamente após o parto?

O cio após o parto em cadelas condiciona sua dinâmica reprodutiva em longo prazo. Aprenda tudo sobre o tema junto com a gente.

Se você é o guardião de um cão, pode querer que a memória dele perdure na forma de filhotes. A reprodução é parte essencial da vida de todos os seres vivos, mas é necessário ter cuidado com certos parâmetros fisiológicos da fêmea durante o cruzamento, para não causar danos a ela. O cio após o parto é um deles.

Em geral, recomendamos que todo tutor considere esterilizar ou castrar sua cadela assim que ela tiver dado à luz uma ninhada. Além disso, em algumas áreas é ilegal dar origem a 3 ou mais ninhadas de cães em um período de 12 meses, pois se trata de uma atividade comercial e é necessário ter uma licença. Se você quiser saber mais sobre o assunto, continue lendo.

O cio nas cadelas

Em cães domésticos, os filhotes geralmente atingem a idade reprodutiva de 6 a 12 meses após o nascimento, embora o período possa chegar a 2 anos em raças maiores. Uma vez que atingem viabilidade nesse sentido, as fêmeas frequentemente entram no cio (heat) a cada 6 meses, ou seja, duas vezes por ano.

As fases estrais

Os cães apresentam um ciclo estral, um conjunto de alterações fisiológicas induzidas pelos hormônios reprodutivos, que é dividido em várias fases e que, por sua vez, dura um total de 2 a 4 semanas. Resumimos seu funcionamento na lista a seguir:

  • Proestro: é o período em que o tutor começa a notar mudanças na cadela. Dura cerca de 9 dias, no máximo 27, e corresponde ao intervalo em que os machos prestam mais atenção à fêmea, mas ela não corresponde. Os lábios vulvares incham, ocorre secreção de sangue e a cadela urina mais.
  • Estro: durante o proestro, os níveis de estrogênio ficam muito altos no organismo da cadela. Isso promove o desenvolvimento de um folículo ovariano e a liberação do óvulo funcional. Assim, no estro a fêmea fica receptiva à reprodução, embora os sinais de cio sejam um pouco menos evidentes.
  • Diestro: é o período após a reprodução, que tem uma duração de cerca de dois meses. Nesse tempo, a fêmea não se mostrará receptiva ao macho e os níveis de estrogênio ficam bem baixos. Por outro lado, o hormônio progesterona atinge o pico entre 3 e 4 semanas após o início do diestro, mas em seguida começa a cair drasticamente.
  • Anestro: o anestro é um período de quiescência reprodutiva, uma vez que a fêmea não tem interesse na cópula e não há sinais evidentes de cio. A duração é de cerca de 4 meses e, nessa fase, o útero se prepara para o próximo evento.

Embora tenhamos apresentado a você o mecanismo estral geral em cadelas, é importante notar que há variações entre as raças. Conforme indicado pelo site VCA Hospitais, as fêmeas de raças pequenas podem entrar no cio 3 vezes por ano, enquanto as maiores têm apenas 1 ciclo a cada 12 meses.

Não existe um período específico do ano que corresponda à estação reprodutiva em cães. Cada fêmea tem seu próprio ritmo.

Uma cadela.

 

Uma cadela pode engravidar em seu primeiro cio?

As cadelas pequenas podem mostrar sinais de cio desde os 4 meses de idade, mas as cadelas maiores não iniciarão seu ciclo até 18-24 meses após o nascimento. No entanto, o fato de uma cadela filhote poder se reproduzir antes do primeiro ano de vida não significa que deva fazer isso.

Em geral, recomendamos que o tutor espere pelo menos até que a cadela complete 2 anos de idade para começar a pensar no seu cruzamento. Em outras palavras, é melhor esperar até que a fêmea já tenha passado por 3 cios completos ou mais.

Uma cadela pode engravidar sem estar no cio?

Uma cadela não pode engravidar sem estar no cio. O ambiente uterino não será fértil a menos que o ciclo hormonal tenha ocorrido de maneira adequada, conforme as etapas já mencionadas. De qualquer forma, é possível que o responsável não perceba que sua cadela está em proestro ou em estro, já que algumas cadelas sangram muito pouco pela vagina.

Por outro lado, algumas fêmeas podem passar por um “cio silencioso” ou silent heat, no qual ocorre a ovulação, mas não há sintomas visíveis. Se houver um óvulo fértil, a cadela pode ter filhos, independentemente de mais ou menos sinais de sua receptividade estarem evidentes.

O cio após o parto em cães é possível. Contudo, uma fêmea não pode engravidar se não estiver no cio ou se tiver problemas de infertilidade.

Como funciona o cio após o parto em cadelas?

Nesse ponto, é necessário considerar que o período de lactação das cadelas após o parto é muito curto, pois os filhotes começam a procurar outras fontes de alimento após as 3 ou 4 semanas de idade (desmame). Nesse ponto, a fêmea rejeitará o ato de amamentar seus filhotes e cada vez mais os deixará sozinhos. Com isso, queremos dizer que o intervalo de cuidados maternos intensivos é bastante curto.

Uma cadela estará totalmente preparada para continuar a gerar descendentes no próximo reinício do ciclo estral. Isso pode ser estimado em cerca de 6 meses após o acasalamento, aproximadamente, e cerca de 3 ou 4 meses após o parto. O impedimento reprodutivo não se deve ao apego pelos filhotes, mas sim pelo fato de que é necessário dar um tempo entre um proestro e outro em termos  hormonais.

O cio após o parto em cadelas se instala muito rapidamente após a gestação.

Do que depende o sucesso da gravidez?

Como indicam os estudos, a taxa de aborto em cães é de 6,8%. Por outro lado, a porcentagem de filhotes natimortos varia de 7,5% da ninhada e até 13,5% dos filhotes podem morrer antes de completar 2 meses de idade. A oscilação desses parâmetros depende da saúde da cadela, do tipo de cruzamento ocorrido, da idade da fêmea, de sua raça e muitos outros fatores.

Com esses números, queremos exemplificar que cruzar cães é uma responsabilidade. Se você não tem certeza de como funciona o ciclo estral da sua cadela ou não sabe se ela pode suportar uma gravidez, procure o veterinário. O milagre da vida é lindo, mas desde que não coloque em risco a integridade da mãe.

Quanto tempo leva para uma cadela entrar no cio após o parto?

Como vimos, o cio após o parto em cadelas segue um padrão bastante fixo em cada indivíduo. O ciclo estral é independente das condições ambientais e dos eventos fisiológicos ocorridos. Portanto, é possível generalizar que uma fêmea entrará no cio a cada 6 meses. Esse processo será independente de uma ninhada ter nascido durante esse intervalo ou não.

Se levarmos em consideração que a gestação média em caninos é de 63 dias, então é possível estimar que uma cadela entrará no cio cerca de 4 meses após o parto. No entanto, algumas raças grandes só têm um cio por ano, portanto, esse período pode ser muito mais longo se o seu animal de estimação for de porte considerável.

Alimentar a cadela após a gravidez é essencial.

 

A fase final: esterilização em cadelas após o parto

O mais aconselhável em todos os casos é esterilizar a fêmea assim que ela tiver a primeira, e a última, ninhada. O cio após o parto em cadelas chega muito cedo, por isso é melhor prevenir e procurar o veterinário assim que ocorrer o desmame dos filhotes.

O controle da produção de leite é administrado na hipófise do cérebro, por meio do hormônio prolactina. Portanto, não deve ser um problema castrar uma mãe mesmo que ainda não tenha passado o tempo de cuidar dos filhos. No entanto, é melhor esperar um pouco e dar tempo para que o corpo da cadela volte ao normal antes de esterilizá-la.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *