Características da raça terrier brasileiro

Dizem que o terrier brasileiro é uma grande ‘mistura’ de raças, incluindo o Jack Russell, o pinscher e o chihuahua. Suas origens são um pouco confusas, mas se sabe que os primeiros exemplares apareceram com o envio de terriers com destino ao Brasil.

Como o próprio nome sugere, o terrier brasileiro é uma raça nativa do Brasil. De tamanho pequeno e com muitas características típicas dos terriers, é um cão muito brincalhão que se adapta muito bem a lugares pequenos. Descubra mais a seguir.

História do terrier brasileiro

Para conhecer as origens dessa raça, precisamos voltar ao século XIX a centenas de quilômetros do Brasil. Naquela época, muitos jovens sul-americanos viajavam para a Europa – principalmente para a França e a Inglaterra – a fim de concluir seus estudos, e muitos deles se casavam no exterior.

Depois, eles voltavam para sua terra natal, não apenas com a esposa, mas também com seus animais de estimação, principalmente terriers.

Esses cães foram cruzados com cães nativos, adaptados à vida no campo. Mais tarde, com a migração para as cidades, a raça recebeu influências de outras, como o pinscher e o chihuahua. Também acredita-se que ele possa ser um parente do Jack Russell devido ao seu temperamento.

Características do terrier brasileiro

Também conhecido como fox paulistinha, esse cão de tamanho médio pode atingir 45 centímetros de altura e pesar no máximo 10 quilos. É um cão de construção robusta, quase ‘quadrado’, embora haja exemplares mais estilizados.

A cabeça do terrier brasileiro é triangular, assim como as orelhas, que são bem separadas uma da outra e caem para os lados. Eles também têm um focinho grande e escuro. Os olhos são bem grandes e redondos, de cor preta.

Características do terrier brasileiro

Quanto ao seu pelo, que é curto, mas fino (suave ao toque), predomina a cor branca. As manchas aparecem aleatoriamente e podem ser tanto pretas como marrons. A cabeça é completamente escura, em diferentes tonalidades de preto ou marrom.

Embora naturalmente o rabo do terrier brasileiro seja de tamanho médio e para baixo, a maioria dos exemplares passa pela amputação do rabo, ​​principalmente quando são levados para concursos de beleza. Lembramos que, atualmente, a prática de amputação do rabo se tornou ilegal no país.

Temperamento

Junto com o fila brasileiro, o terrier brasileiro é a raça mais famosa desse país, embora a primeira seja mais tranquila. O fox paulistinha, por outro lado, tem uma personalidade vivaz, curiosa e alegre. Ele está sempre alerta e adora brincar, mesmo quando não é mais um filhote.

Ao mesmo tempo que ele é amável e carinhoso com seus donos, também é reservado com estranhos. É importante socializá-lo com pessoas desconhecidas desde filhote, para que não se torne perigoso. Ele pode ser agressivo com outros animais de estimação, principalmente se forem menores que ele, já que seu instinto de caça é bastante forte.

Cuidados com o terrier brasileiro

Um dos principais cuidados que o terrier brasileiro precisa tem a ver com a atividade física. É essencial que ele caminhe todos os dias e será ainda melhor se ele puder correr livremente por vários minutos.

Temperamento

Se você quiser ter um cão dessa raça, deve ser uma pessoa bastante ativa, que goste de correr, treinar no parque ou até fazer exercícios com seu animal de estimação, como o canicross.

Isso não significa que ele não seja um cão ideal para apartamentos e casas pequenas, pois se adapta bem à falta de espaço. Mas lembre-se de que essa raça precisa gastar energia fora de casa, caso contrário, o animal pode se tornar um pouco destrutivo em relação aos móveis, principalmente se ficar sozinho por muitas horas.

Também recomendamos que você o treine desde filhote para evitar latidos excessivos, um dos problemas típicos dos terriers brasileiros, além de controlar sua necessidade de cavar em qualquer lugar que encontrar terra.

Quanto à saúde, é um animal de estimação bastante saudável, sem doenças genéticas típicas. Mesmo assim, é preciso levá-lo a uma consulta com o veterinário todos os anos.

Em relação à higiene, recomenda-se uma escovação semanal para remover a sujeira e os pelos mortos e banhá-lo apenas quando estiverem muito sujos, não mais que uma vez por mês.

O terrier brasileiro é um excelente animal de estimação em casas onde há crianças, pois eles se tornarão aliados e companheiros de aventuras (e também de travessuras).

site do café

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *