A vida dos cães policiais: treinamento e aposentadoria

A saída do serviço policial nem sempre se deve à idade avançada, pois pode haver uma falta de aptidão do cachorro.

O que você sabe sobre a vida dos cães policiais? Já faz mais de um século que eles se uniram às Forças de Segurança, realizando funções nas quais o olfato é um dos principais protagonistas. Além disso, a agilidade e a capacidade de ataque desses animais fazem deles o perfeito apoio de resgate e proteção dos cidadãos.

Em 1899, a Polícia da Bélgica realizou o primeiro treinamento formal de cães policiais. Diante do sucesso dessa unidade canina, outros países seguiram, então, o modelo belga, até que a figura do “cachorro agente” se transformasse em uma realidade mundial.

A vida dos cães policiais pode ser dividida em três etapas: treinamento, serviço policial e aposentadoria. As duas primeiras se caracterizam pela obediência e pela fidelidade do cão em relação ao seu condutor humano, enquanto a última se sobressai pela integração do animal a um lar alheio à atividade rígida realizada anteriormente.

Treinamento dos cães policiais

Na hora de selecionar o cachorro, as raças preferidas são o pastor alemão, o pastor belga e o labrador. Ocasionalmente, o beagle, o braco, o doberman e o cão d’água espanhol também já foram utilizados.

Entre os possíveis candidatos, os agentes fazem uma primeira avaliação de contato, comprovando a predisposição a trabalhar e obedecer ordens. Os animais escolhidos começarão o seu treinamento a partir, aproximadamente, do primeiro ano de idade, com a socialização como aspecto fundamental.

No entanto, os cães policiais, antes de aprenderem funções específicas, devem se acostumar com todos os tipos de ambientes, pessoas e ruídos. Além disso, também devem ser capazes de atender o seu instrutor sem se distraírem.

O principal método de treinamento tem como objetivo potencializar o sistema olfativo do animal por meio da procura de um objeto e da posterior recompensa após o seu encontro.

Cachorro procurando drogas

Além da importância do treinador, também são importantes as instalações dotadas de tudo o que for necessário para simular situações de risco. Nelas, os cães serão ensinados a detectar drogas e responder passivamente, com a mera localização das substâncias, ou então ativamente, de tal forma que latam ou mordam o lugar onde elas se encontram.

O resgate de pessoas, a busca por desaparecidos ou suspeitos, ou a localização de artefatos explosivos, por exemplo, são algumas das missões mais importantes. Além disso, normalmente cada animal, atendendo às suas capacidades e competências, é especializado em uma função determinada. Uma das mais recentes é a localização de cédulas legais, dado o cheiro característico da tinta que elas contém.

Aposentadoria ou retirada adiantada

Seja por falta de aptidão, doença ou velhice, há um momento no qual o serviço dos cães policiais chega ao fim. Na maioria das ocasiões, esses animais são adotados por pessoas alheias à atividade policial. No entanto, pode ser que nem todo perfil seja adequado para a convivência com esses animais.

A vida dos cães policiais

Nesse sentido, as instituições que realizam esse tipo de adoção costumam preencher formulários e realizar entrevistas com os interessados. Nesses processos, eles avaliam as características dos futuros donos e do ambiente e as necessidades do cachorro selecionado.

Assim, na hora de acolher esses cães, deve-se levar em conta a rígida trajetória que eles tiveram, o que envolve saber que, ainda que eles possam se destacar na obediência, terão comportamentos muito enraizados.

Por outro lado, aqueles que se aposentam por doença ou incapacidade podem requerer alguns cuidados especiais que nem sempre são fáceis de proporcionar.

Em todo caso, a adoção tem como objetivo final oferecer ao animal todo o carinho que ele não pôde receber durante a sua etapa como cão policial, de forma que o restante da sua vida seja o mais agradável possível.

site do café

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *